Se Apega

Blog Oficial do ParPerfeito

Chove e não molha

30-choveenaomolhaquemvaitomarainiciativa

Quem vai tomar a iniciativa?

De dez perguntas sobre paquera, oito dizem: estou saindo com um cara (garota) algumas vezes, estamos nos dando bem, mas tenho medo de acelerar o passo e ser precipitada (o). Qual é o melhor momento para pedir em namoro? Por que ele não pede? Devo cair fora ou insistir?

Esse questionamento é capaz de torturar as almas mais corajosas e muita coisa está em risco nessa hora. Nós tratamos o nosso ego como uma joia rara escondida e por esse motivo protegemos ele a qualquer custo.

Qualquer ameaça em potencial ao nosso sentimento pessoal cria esse tipo de aflição. Nessa hora cada um fica recuado à espreita como um animal selvagem esperando pelo bote. O que acontece ao final? Todos se cansam e perdem o interesse por aguardar o movimento do outro.

Quando se trata de começar um relacionamento precisamos ser ousados o suficiente para assumir uma posição e bancar o risco do resultado. Esse próprio impulso positivo cria uma sinergia com a outra pessoa. Se ela estava titubeando por alguma posição negativa, logo que vê alguém se determinar a ficar junto pode sair daquela hesitação.

A maior parte das pessoas tem tanto medo de perder o pouco que conquistaram que preferem ficar em cima do muro aguardando algum milagre. Sou da crença que é melhor um fim trágico do que uma tragédia sem fim.

Se for para começar, dê o passo. Se não for o primeiro passo, acelerou um processo que estava empacado. De qualquer jeito a ideia é fazer a vida fluir.

banner-02

  • Frederico Mattos

    Psicólogo clínico junguiano há 10 anos formado pelo Mackenzie, especialista em relacionamento amoroso, autor dos livros "Como se libertar do ex", "Relacionamento para Leigos" e escreve diariamente em seu blog "Sobre a Vida".

    Ver todos os artigos de Frederico Mattos

Comentários